Artigos, Educação › 10/06/2020

Teremos uma nova realidade na reabertura das escolas

Série: “O desafio de professores e alunos durante a pandemia”

Capítulo 5

Por Guaracyaba Lelis*

Ainda não sabemos quando as aulas serão retomadas nas escolas. Mas a professora Guaracyaba já tem uma certeza: a rotina não será a mesma pra ninguém. A profissional alerta que será necessário elaborar novas regras de convívio social e de higiene.

Guaracyaba Lelis, professora

Meu nome é Guaracyaba Lelis, professora de Educação Infantil e nesses tempos de crise da Covid-19 tivemos que nos adaptar a uma forma diferente para continuarmos lecionando. Vou falar um pouco sobre minha missão e trabalho que mudou. Deixei a sala de aula e tive que usar meu computador e celular para chegar até meus alunos.
Desde o início da pandemia foram realizadas muitas ações para garantir a saúde e a vida das pessoas. Uma das providências tomadas foi o fechamento das escolas, considerando primordial manter o isolamento. Neste período foi apresentado aos professores, crianças e famílias uma nova escola. Até agora era impensável o ensino a distância para crianças da Educação Infantil, que é focada em interações e brincadeiras, promovendo o desenvolvimento e a socialização.

Aprendizagem digital

Foram ministrados cursos para podermos aprender a utilizar as plataformas digitais disponibilizadas, para interagirmos e manter o contato com nossas crianças.
Com isso se abriu uma nova maneira de ministrar aulas, as videoaulas. Foi um desafio para todos os envolvidos. Mas com o comprometimento de toda a equipe estamos conseguindo fazer parte do mundo digital, enviando às famílias atividades com linguagem acessível, divulgando e usando vários meios de comunicações através das redes sociais, mantendo assim um vínculo entre escola e família.
Nesta adaptação de ensino o papel dos familiares tem sido muito importante. Através de redes sociais eles nos enviam atividades das crianças, como devolutiva das aulas aplicadas para serem postadas e terem um melhor vínculo de contato conosco, profissionais da educação.

E o retorno, como será?

Na volta às aulas teremos uma nova realidade. Será necessário elaborar novas regras de convívio social e de higiene. Ações educativas como lavar as mãos muitas vezes com água e sabão, se possível aplicar álcool em gel, não compartilhar objetos pessoais, manter janelas abertas e ambientes limpos, evitar locais fechados e de aglomerações em horários de entrada, saída e refeições priorizando sempre áreas abertas. O que será um grande desafio para as nossas crianças que interagem muito no contato físico. Já estamos nos preparando com reflexões aprofundadas de como conduzir essas situações. Os profissionais também serão instruídos a utilizar máscaras e medir a temperatura.
Neste momento, é importante mostrar disponibilidade e muita flexibilidade para receber várias expressões de ansiedade, curiosidade e excitação das crianças e famílias.
E com todo esse contexto, eu admiro meus colegas, pois mesmo em um momento de crise estamos fazendo o impossível se tornar possível. Esse é um marco histórico onde nos afastamos fisicamente, entretanto estamos cada dia mais unidos no propósito de seguir com muita dedicação e empenho com a nossa profissão.

“Ninguém caminha sem aprender a caminhar,
sem aprender a fazer o caminho caminhando,
refazendo e retocando o sonho pelo qual se pôs a caminhar.”

(Paulo Freire)

_________________________________
**Guaracyaba Lelis, professora de Educação Infantil

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.