Notícias da paróquia › 05/07/2020

Por que celebramos o Tríduo?

Por Raíssa Marconato Marques*


Este ano, por causa da quarentena, celebramos o Tríduo de São Pedro em vez de uma novena. As celebrações tiveram a participação especial de três casais da nossa Paróquia, que representaram toda a comunidade (veja relato deles no final). Mas qual é a origem e o objetivo da celebração de um tríduo?
**A palavra tríduo na prática devocional católica sugere a ideia de preparação. Às vezes nos preparamos para a festa de um santo com três dias de oração em sua honra, ou pedimos uma graça especial mediante um tríduo de preces de intercessão.
O tríduo de um santo se baseia no mesmo princípio do Tríduo Pascal, em que se consideravam três dias de preparação para a festa da Páscoa. Compreendia a quinta-feira, a sexta-feira e o sábado da Semana Santa. Era um Tríduo da Paixão.
No novo calendário e nas normas litúrgicas para a Semana Santa, o enfoque é diferente. O tríduo começa com a missa vespertina da Ceia do Senhor, alcança seu cume na Vigília Pascal e se fecha com as vésperas do Domingo de Páscoa.
Santo Agostinho, em uma de suas cartas, refere-se aos três dias do Tríduo como “os três sacratíssimos dias da crucificação, sepultura e ressurreição de Cristo”.
Ou seja, no Tríduo de São Pedro assim também o tratamos. Foram três dias de preparação para celebrar o nosso Padroeiro, seguindo o ritual de que em um tríduo nos redimimos, nos reconhecemos pequenos e dependentes de Deus. Ouvimos e meditamos na Palavra que nos encoraja a continuar colocando sobre Ela os nossos pedidos e súplicas para culminar com a Adoração do Santíssimo Sacramento.
O objetivo do Tríduo de São Pedro foi experimentar a Glória de Deus na vida do apóstolo.
E quão maravilhoso, rico e divino foram os 3 dias de preparação! Pe. Edimilson Silva, o pároco, escolheu as seguintes passagens da vida de Pedro para melhor meditar: “Levante-te e anda”; “Senhor, salva-me”; e “Jesus cura a sogra de Pedro”.

Casais relatam a experiência de participar do Tríduo

Míriam e Fernando

“Mistura de sentimentos? Confusão?
Não, não! Grande alegria, paz e gratidão!!!
Chegar na igreja São Pedro, na sexta-feira à noite, para a 1ª noite do Tríduo do Padroeiro, causou certa estranheza para nós, Fernando e Miriam. O pátio estava vazio, sem as barraquinhas, sem a decoração da quermesse e sem os amigos. Sentimos sim, muita falta destes queridos.
Sermos recebidos pelo padre Edimilson e entrar na igreja para podermos participar presencialmente do Tríduo a São Pedro nos trouxe alegria pela possibilidade de visitar a casa do Pai e também pelo encontro com o padre, com o diácono Vinício Andrade e com a Fabiana Torrecilas, da Pascom. Nesse momento nos sentimos gratos pela nossa saúde que permitiu essa ‘aproximação’ e, especialmente emocionados por orar diante do Santíssimo Sacramento.

Cléo e Alexandre

Meu nome é Cleonice. Eu e meu esposo, Alexandre, participamos do segundo dia do Tríduo de São Pedro. Em primeiro lugar, foi uma grande alegria quando nos chamaram pra participar da celebração. Eu fiz o comentário inicial e meu marido participou do Rezando com a Palavra. Ficamos radiantes, pois estávamos indo proclamar a Palavra de Deus e homenagear o padroeiro da nossa igreja, além de matar a saudade da Casa de Deus, do padre, do diácono e de alguns amigos que estavam presentes.
Agradecemos a Deus pelo ministério que Ele nos deu, pois somos uma grande família.

Karine e Glauco

Karine:
Fiquei muito feliz ao ser convidada a participar do Tríduo de São Pedro no momento de pandemia como este. A saudade que eu sentia em servir ao Senhor era demais! Foi uma emoção muito grande e uma enorme surpresa; meu coração ficou pulando de alegria (rs). Estar no altar da São Pedro servindo a Deus me trouxe uma enorme paz. Senti as bençãos de Deus sobre minha vida e sobre minha família também! Agradeço muito a Deus a minha saúde, meu trabalho, o alimento de cada dia e minha família que está sempre comigo! Agradeço a São Pedro por interceder por mim a Deus todos os dias de minha vida, eternamente grata!

Glauco:
É sempre uma honra proclamar as leituras na igreja, principalmente no Tríduo de São Pedro! Fico honrado de ter sido chamado para celebrar este momento tão especial. Confesso que já estava sentindo falta de servir a Deus! Agradeço imensamente por todas as bençãos que venho recebendo.

_______________________
*Raíssa Marconato Marques é coordenadora de Liturgia da Paróquia São Pedro Apóstolo.

**Fonte: trechos retirados e adaptados de
https://www.acidigital.com/fiestas/pascoa/triduo.htm acesso em 02/07/2020

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.